toxina botulínica

Como a toxina botulínica atua no tratamento de rugas?

A toxina botulínica, conhecida popularmente como Botox ® , é criada por uma bactéria chamada Clostridium botulinum. Embora a bactéria citada seja causadora do botulismo, a versão industrializada da toxina não oferece riscos dessa ordem.

Retornemos: a substância, que ficou bastante famosa nas últimas décadas, é utilizada não apenas para tratamento estético, mas para auxiliar pessoas que têm bruxismo ou dores na ATM, dentre outro tratamentos.

No campo da beleza, a toxina botulínica atua no sentido de prevenir o surgimento ou amenizar, quando a situação já está em curso, a profundidade das linhas de expressão dos olhos, testa e glabela (rugas de preocupação).

A pergunta de boa parte das pessoas que deseja fazer a sua aplicação é: como a toxina atua na suavização das rugas existentes?

Neste artigo, falaremos um pouco mais sobre a questão, além de comentarmos algumas das dúvidas mais comuns. Confira.

Como a toxina botulínica atenua as rugas?

A aplicação do Botox é feita por meio injetável. O paciente, em espaço seguro e com material descartável, terá o produto aplicado nas regiões desejadas por meio de uma agulha bem fina.

O produto vem em frascos e deve ser diluído com soro fisiológico. Após a aplicação, a toxina age de maneira a bloquear as transmissões dos estímulos neurais para a região dos músculos – o que, por sua vez, inibe a contratura muscular.

Os primeiros resultados começam a aparecer depois de dois dias. É normal que alguns pacientes levem até duas semanas para vivenciar o efeito máximo da substância.A duração da aplicação varia bastante.

Há pacientes que precisam retornar ao consultório em três meses, enquanto outros percebem melhora significativa das rugas por até seis meses.

Em geral, os especialistas solicitam que o paciente espere três meses entre as aplicações. 

Esta é uma forma de garantir que o corpo não desenvolverá resistência à toxina, fazendo com que ela perca os seus efeitos estéticos e funcionais.

A aplicação dói?

A maior parte dos pacientes tolera bem as injeções, especialmente porque o procedimento não é muito demorado.

Dada a natureza da aplicação, é possível que o paciente tenha alguns hematomas, com surgimento de edema leve.

Dores de cabeça e sintomas parecidos com os de uma gripe leve podem ocorrer, mas são passageiros e não costumam causar nenhum quadro clínico significativo.

Se o indivíduo a ser tratado tiver bastante sensibilidade, é possível recorrer à aplicação de cremes anestésicos à base de lidocaína.

Quando devo aplicar a toxina botulínica?

Não há consenso sobre a idade mínima para fazer o procedimento. Boa parte dos especialistas acredita que fazer aplicação da toxina botulínica a partir dos 25 anos ajuda a prevenir o surgimento de rugas e já atenua os primeiros sinais da idade.

O composto é contraindicado para pessoas que possuem alguma alergia aos componentes da fórmula.

Lactantes, mulheres grávidas ou indivíduos que enfrentam  doenças que abalam significativamente os sistemas imunológico ou neuromuscular também não devem fazer uso dele.

A forma mais segura de saber se você está apto a fazer uso do procedimento é por meio de uma consulta individualizada. 

Nela, o médico buscará saber mais sobre o seu histórico e o aconselhará sobre o melhor caminho a seguir para a aplicação da toxina botulínica.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião plástico em Patrocínio!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp