preenchimento facial

Tudo que você precisa saber sobre preenchimento facial

Famosas da mídia, como Xuxa, Gretchen, Joelma, deram um up na aparência e ficaram bem diferentes. Ambas se submeteram a um processo denominado harmonização facial, que é a junção de várias técnicas minimamente invasivas. Dentre estas, a mais realizada é o preenchimento facial.

E você, conhece? Ele ajuda a suavizar rugas e marcas de expressão em regiões como a testa, ao redor dos olhos, sulcos da na região da boca, além de proporcionar volume nos lábios, maçãs do rosto, mandíbula e queixo.

Neste post, saberemos um pouco mais sobre o procedimento. Confira!

O preenchimento facial é seguro?

O principal produto utilizado na intervenção é o ácido hialurônico, que é produzido naturalmente pelo organismo, sendo absorvido ao lindo do tempo. O problema é que, à medida que envelhecemos a sustentação, volume e hidratação da pele e tecidos da face ficam comprometidos. 

Outras substâncias utilizadas para o preenchimento facial incluem ácido poli láctico, hidroxapatita de cálcio, dentre outros. Elas guardam diferenças entre o tempo de duração, assim como de indicação.

Você já deve ter ouvido aquele ditado que diz: “Tudo em excesso é veneno”. Ele se aplica aqui também. O ácido utilizado no preenchimento da região das olheiras deve ser mais maleável e leve, enquanto o usado para dar mais volume ao rosto, por exemplo, deve ser mais firme, pouco moldável, com alta concentração.

Essa é uma das razões pelas quais você deve recorrer — sempre! — a um profissional capacitado e com habilidade nesse tipo de intervenção como os plásticos e dermatologistas. Indivíduos com doença autoimune, hipersensibilidade aos produtos aplicados no processo e aqueles com tendência a queloides podem não ser candidatos ao procedimento.

Ficarei com a aparência artificial depois do procedimento?

O preenchimento acaba levando uma fama distorcida por causa de alguns exageros que vemos por aí. O fato é que, quando realizado de maneira adequada, o processo restaura o volume e contorno perdidos de forma natural. Ele consegue “esconder” o que não é tão legal e destacar os pontos fortes da face.

Nesse sentido, é interessante pontuar que, apesar de não existir uma idade mínima determinada para fazer o procedimento, uma vez que adolescentes podem recorrer à técnica para tratar olheiras ou queixo, por exemplo, o bom senso e a avaliação criteriosa devem prevalecer.

Quando verei resultado?

Os efeitos são imediatos, isto é, o paciente já sai do consultório com a aparência renovada. É possível, no início, observar um provável edema, provocado pela própria manipulação local ou da anestesia. Mas não é nada assustador, pois some rapidinho. 

Os resultados do preenchimento facial não são definitivos, ou seja, depois de alguns meses é preciso injetar o ácido novamente — em média, 12 a 20 meses.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião plástico em Patrocínio.

 

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp