botox

O que é botox e quando ele é indicado?

No leque imenso de tratamentos estéticos disponíveis atualmente, o botox é um dos queridinhos. Tem gente que não vive sem ele de jeito nenhum! E você, sabe do que se trata? Estamos falando da toxina botulínica, uma proteína produzida pela bactéria Clostridium Botulinum. Quando injetada em áreas estratégicas, em quantidades muito pequenas, causa bloqueio do músculo.

Neste post, entenderemos um pouco mais sobre o procedimento e suas indicações. Confira!

Quando o uso do botox é indicado?

O procedimento é indicado para amenizar linhas de expressão e rugas profundas, como aquelas que aparecem na testa quando rimos, entre as sobrancelhas, nos temidos pés de galinha, nos cantos dos olhos e no pescoço. Nem todos os músculos podem receber a substância, já que alguns são importantes para a expressão natural e também trabalham em ações cruciais, como a mastigação.

Quem sofre de transpiração excessiva encontra grande alívio na aplicação dessa substância. Injeções nas axilas, na palma das mãos e/ou na planta dos pés conseguem paralisar as glândulas sudoríparas, responsáveis pelo quadro de hiperidrose. Uma sessão já consegue resolver o problema, em alguns casos, talvez seja necessário repetir uma ou duas vezes ao ano.

Certos cremes/loções prometem entregar resultados semelhantes aos alcançados pela toxina botulínica, no entanto, eles apenas agem superficialmente na pele, melhorando a hidratação e atenuando as rugas mais finas. O botox, por sua vez, trabalha diretamente no músculo responsável pela formação das rugas de expressão.

Quais os cuidados necessários na pós-aplicação?

Após a realização do procedimento, deve-se evitar tocar ou massagear as regiões que foram submetidas à aplicação e não deitar. Como as quantidades utilizadas são pequenas, os efeitos colaterais são praticamente inexistentes. O que pode acontecer é um leve desconforto, inchaço breve e pequenos roxos.

Aos sensíveis à dor, fica a boa notícia: o passo a passo é bem tranquilo, normalmente feito com agulhas bem finas, parecidas com as utilizadas para aplicar insulina. O médico pode, caso necessário, aplicar cremes anestésicos.

Botox pode aumentar o volume dos lábios?

Essa é uma dúvida muito comum, e a resposta é não! Quem é responsável por proporcionar esse efeito é o preenchimento, realizado normalmente com ácido hialurônico. Ainda, também pode ser utilizado para a redefinição de contorno.

É possível ficar viciado pelo procedimento?

Evidências científicas demonstram que o procedimento não vicia. O que pode acontecer é o paciente se sentir bem e confortável com o resultado e, então, decidir continuar com as sessões ao longo dos anos. O bem-estar psicológico conta muito nesses casos. Neste aspecto, é essencial que o profissional se certifique de que a pessoa mantenha expectativas realistas em relação à técnica.

O botox é um procedimento médico, portanto, deve ser realizado por cirurgião plástico ou dermatologista, em ambiente apropriado. Apesar de não se preconizar uma idade mínima para submeter-se à técnica, é importante ter indicação e bom senso na decisão.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter, e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como cirurgião plástico em Patrocínio.

 

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp